Mokininha

Economia e sustentabilidade

No post de hoje, você vai aprender a criar estratégias de e-mail marketing para vender mais. Vamos lá?

Direcionar e-mail marketing para vendas pode trazer uma série de benefícios para o seu negócio. Além dele ser altamente customizável e de fácil automatização, o investimento para o bom uso dessa ferramenta é baixo, fazendo com que ela seja valiosa para o varejo. 

Quais são os benefícios de usar e-mail marketing para vendas?

  • Grande alcance
    Você pode falar com toda sua base de clientes ou alcançar novos consumidores de forma simultânea ao disparar um e-mail marketing. E você ainda pode automatizar o envio dessas comunicações com antecedência usando plataformas especializadas neste serviço.
  • Baixo investimento
    A criatividade tem muito mais valor aqui, já que é possível fazer uma estratégia de envio de e-mails usando apenas um serviço de e-mail comum. Mas, é claro que a gente recomenda ferramentas especializadas, que permitem que você acompanhe os resultados em tempo real e teste os conteúdos que mais convertem em vendas. 
  • Permite a segmentação do seu público
    Uma estratégia efetiva é criar conteúdos específicos para suas diferentes listas de contatos. Sim, é necessário segmentar o público e conversar de forma diferente com cada grupo. A segmentação aumenta as possibilidades de vendas porque a oferta pode ser alinhada ao perfil e às necessidades de cada grupo. 

Quais são os principais tipos de e-mail marketing?

É importante conhecer os diferentes tipos de e-mail marketing para desenhar uma estratégia de conteúdo mais eficiente. Eles podem ser:

  • E-mail marketing de boas vindas
    Como o nome sugere, é um e-mail de boas-vindas para quem entra em contato com a sua marca. Pode ser enviado quando o possível cliente assinou sua newsletter e demonstra interesse no seu produto.
  • E-mail marketing de e-commerce
    Se você tem uma loja virtual, você pode enviar e-mail marketing com propostas comerciais e ofertas para os interessados. Atenção para a lista de contatos, que deve estar ciente dos envio desses e-mails de caráter comercial. 
  • E-mail marketing promocional

Com abordagem totalmente comercial, esse e-mail traz condições especiais de compra do seu produto ou serviço. O ideal é dar destaque para a condição especial, seja ela um desconto ou uma forma facilitada de pagamento.

  • E-mail marketing de clientes inativos

Esse e-mail tem foco na recuperação de um cliente ou potencial comprador. Destinado para sua lista de contatos que não estão interagindo com suas últimas abordagens. (E aqui, vemos porque a segmentação é tão importante)

Como criar e-mails melhores?

  • Crie um assunto irresistível para o título do e-mail
    A ideia aqui é chamar a atenção para que os usuários abram o e-mail. Com um bom título, você aumenta suas chances de abertura já que eles vão causar curiosidade e interesse.
  • Faça testes
    Criar dois modelos de e-mail para um mesmo público e enviá-los simultaneamente pode trazer uma importante informação para o seu negócio: qual conteúdo converte mais. Por isso, sempre que possível, teste o conteúdo do seu e-mail para refinar sua estratégia. 
  • Trabalhe os envios pela segmentação e mantenha um fluxo de contato
    Não envie e-mails para listas de contatos que não se interessam por esse conteúdo. Use a segmentação ao seu favor. Por exemplo: não envie o e-mail de saudade para um cliente que acabou de assinar sua newsletter. Caso contrário, as pessoas podem não abrir seu conteúdo.
    Além disso, não se limite apenas a fazer oferta e esperar resultados. Crie um fluxo de contato para acompanhar o status do seu lead. Direcione-os para a linha de chegada: a venda. 
  • Não pare de atrair novos contatos para suas listas
    Com o tempo, alguns e-mails podem ficar inativos ou as pessoas podem até se descadastrarem dos seus envios. Por isso, recomendamos que você busque sempre aumentar sua base de contatos.
  • Faça um bom conteúdo
    Escreva algo interessante, que agregue valor aos seus leitores. Só assim você poderá criar uma relação de confiança entre eles e sua marca e levá-los para a etapa final que é a conversão, ou melhor, para a compra do seu produto. 

 

Curtiu nossas dicas de hoje? Vamos colocar essas dicas em prática? Quanto mais você enviar os e-mails, mais assertivos eles ficarão. Aqui vai uma última dica: não envie conteúdos demais. De 15 em 15 dias é o suficiente para que sua marca não saia como inconveniente. E fique atento às regras da LGPD. Só envie e-mails para uma lista de contatos que consentiu em receber seu conteúdo. Ok? Nos vemos no próximo post. Até lá!